Mafalda

Joaquín Salvador Lavado, filho de imigrantes espanhóis da Andaluzia, nasceu em Mendoza, Argentina. Já ao nascer foi chamado de Quino, para distingui-lo de seu tio Joaquín Tejón, pintor e desenhista de publicidade, com quem descobriu sua vocação aos 3 anos. Na escola primária, descobriu que seu nome verdadeiro era Joaquín e viveu as dificuldades e angústias de seu personagem Felipe.

A Mafalda surgiu em 1964. Dez anos depois de Quino lançar desenhos de humor, Mafalda surge pela primeira vez em “Gregorio”, suplemento humorístico da revista Leoplan, que publicou 3 tiras. Em setembro deste ano, o semanário Primera Plana, de Buenos Aires, começou a publicar Mafalda regularmente. Em março de 1965, Quino terminou a relação com Primera Plana e a Mafalda se mudou para o jornal El Mundo. Jorge Álvarez Editor, em 1966, publicou o primeiro livro da Mafalda, que reunia as primeiras tiras em ordem de publicação. O livro saiu para o Natal, e em dois dias esgotou sua tiragem de 5.000 exemplares. (Fonte: http://www.quino.com.ar)

… Bom, e desde aí continuou seu sucesso até hoje… 🙂

Sei que todos já devem conhecer a Mafalda linda, mas aqui conto um pouquinho sobre a personagem e seus amigos dos quadrinhos.

Mafalda é uma menina de seis anos de idade, que odeia sopa e adora os Beatles e o desenho do Pica-Pau. Ela se comporta como uma típica menina de sua idade, mas tem uma visão aguda da vida e vive questionando o mundo à sua volta, principalmente o contexto dos anos 60 em que se encontra. Se preocupa com a Humanidade e a paz mundial que se rebela com o estado atual do mundo.

Outros personagens de suas histórias:

Papá (Pelicarpo): o pai trabalha numa companhia de seguros, adora cultivar plantas em seu apartamento e entra em crise quando repara na sua idade.

Mamá (Raquel): típica dona de casa, não completou os estudos (por isso é vista como medíocre pela Mafalda), entra em conflitos com a filha quando prepara sopas e macarrão.

Filipe: um sonhador que odeia a escola, mas que frequentemente trava intensas batalhas com sua consciência e seu senso nato da responsabilidade.

Manolito: filho de um comerciante, mais preocupado com os negócios e dinheiro do que com outra coisa, não gosta dos Beatles e é um estudante que tira notas baixas (menos em matemática, por causa das contas que aprende no mercado do pai). Representa o conservadorismo capitalista na obra, apenas pensando no lucro do armazém de seu pai.

Susanita: uma menina fútil. Seu único objetivo na vida é encontrar um marido rico e de boa aparência quando crescer e ter uma quantidade de filhos acima da média. É uma grande fofoqueira e egoísta.

Guille: irmão caçula da Mafalda, esperto para sua idade, é retratado como uma criança que começa a perceber o mundo.

Miguelito: amigo de Mafalda, um pouco mais jovem do que os outros. Filho único, com um personalidade única, mas com um coração enorme. Miguelito tem dificuldade de compreender o que Mafalda pensa, sempre entendendo os conselhos de sua amiga de maneira literal. Além disso é um personagem egocêntrico, que parece achar que o mundo gira à sua volta.

Libertad: uma minúscula menina. Todos fazem o comentário óbvio sobre seu nome. Gosta das coisas simples da vida e seus pais são jovens idealistas, a mãe é tradutora, o pai trabalha em um “empreguinho”, por isso moram em um pequeno apartamento.

Burocracia: é a tartaruguinha dada por seu pai a Mafalda e Guile. Foi batizada por Mafalda por ser tão vagarosa.

Em homenagem a Quino, Mafalda ganhou uma estátua! A obra está em San Telmo, perto de onde nasceu (rua Chile 371), onde morava Quino na década de 60. A escultura foi inaugurada em 30 de agosto de 2009 e foi realizada pelo artista Pablo Irrgang. A homenagem foi organizada pelo “Programa Puertas del Bicentenario del Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires”.

Mas Quino, quando completou 80 anos, confessou que sua criação favorita não foi a Mafalda, que lhe fez famoso no mundo inteiro, mas sim a pequenina Libertad…

A estátua da Mafalda está na esquina das ruas Defensa e Chile, em San Telmo. Nos fins de semana, principalmente aos domingos, quando tem a feirinha de San Telmo na rua Defensa, todos fazem fila para tirar foto com ela! É uma fofa!

Algumas frases da Mafalda:

“Todos acreditamos no país…o que a gente não sabe é se neste ponto das coisas o país acredita na gente!”

“Se viver é durar, prefiro uma canção dos Beatles em vez de um long play dos Boston Pops

“O pior é que a piora começa a piorar”

“Parem o mundo, que eu quero descer!” (A MINHA PREFERIDA!)

“O negocio é encarar a artificialidade com naturalidade”

“Não é que não haja bondade… o que acontece é que ela está incógnita”

“Errare politicum est”

Anúncios
Esse post foi publicado em Passeio de finde, Um pouco de tudo e marcado , . Guardar link permanente.

9 respostas para Mafalda

  1. Ma disse:

    Também quero descer… bjs

  2. itanedeborba disse:

    Foi o único dia em 2012 que não tinha fila,prá “conversar” com ela né?

  3. Suzana disse:

    Eu não acredito que eu não tirei uma foto com ela, agora vou ter que voltar só pra fazer isso.

  4. Micheli disse:

    Amei! Ficou ótimo, assim como os outros. Mas desse eu gostei mais 🙂

  5. Pingback: Tirinha da semana #1 | buenosairesdalu

  6. Pingback: Tirinha da semana #2 | buenosairesdalu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s