Yayoi Kusama – Obsesión infinita no MALBA

Segunda-feira aqui foi feriado (dia do aniversário de morte do General San Martín, ícone da independência do país), e aproveitamos para fazer algo diferente, fomos ao museu.

Ir ao MALBA estava na minha lista de resoluções do começo do ano, e esta semana foi a vez de riscar mais um item da lista!

O MALBA é o Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, um espaço destinado a coleção, conservação, estudo e difusão da arte latino-americana desde princípios do século XX até a atualidade.

O museu tem uma parte permanente, com obras de vários artistas latino-americanos, aqui compartilho algumas obras:

Abaporu, 1928 – Tarsila do Amaral (Brasil)

Retrato de Ramón Gómez de la Sierra, 1915 – Diego Rivera (México)

Autoretrato con chango y loro, 1942 – Frida Kahlo (México)

Manifestación, 1934 – Antonio Berni (Argentina)

El viudo, 1968 – Fernando Botero (Colômbia)

Nós decidimos ir ao museu para ver a exposição da tão falada (e concorrida… haja paciência pra tanta fila!) artista japonesa, Yayoi Kusama, Obsesión infinita. A exposição apresenta obras criadas pela artista entre 1950 e 2013, que incluem pinturas, trabalhos em papel, esculturas, vídeos, slideshows e instalações. Suas obras se caracterizam pela repetição obsessiva de formas (pontos, arcos, etc) e muitas cores.

A exposição já começa na rua, com as árvores decoradas e toda a entrada do museu com bolinhas, “Ascension of polka dots”.

Dentro do museu, a exposição mostra as suas primeiras obras (essa que parece um vírus foi a que mais gostei).

A primeira instalação, é a sala de espelhos, “Repetitive vision”.

Depois passávamos por dentro de um “apartamento”, iluminado com luz negra e pontinhos que brilhavam no escuro, “Propagating Room”.

E logo passamos pela sala mais linda, com espelhos e muitos pontos de luz pendurados que mudavam de cor, “Infinity Mirrored Room”. Queria ficar aí pra sempre!

No final estavam o quadros mais atuais dela…

E para terminar a exposição (e entrar no clima psiquiátrico da japonesa), tinha a “sala da obliteração” (“The Obliteration Room”), que originalmente era uma sala com móveis, completamente branca, onde os visitantes podiam colar os adesivos de bolinhas que foram entregues na compra das entradas. O povo pira! Cola as bolinhas pelo corpo, pela cara e sai na rua, feliz da vida…

A Kusama está internada em uma clínica psiquiátrica, por vontade própria, desde 1977 para tratar sua doença de obsessão compulsiva, e mora lá até hoje, onde continua criando e produzindo suas obras.

A exposição fica em Buenos Aires até 16 de setembro, e depois segue para o Rio de Janeiro (Centro Cultural Banco do Brasil, de 12 de outubro de 2013 a 26 de janeiro de 2014), Brasília (Centro Cultural Banco do Brasil, 17 de fevereiro de 2014 a 27 de abril de 2014), São Paulo (Instituto Tomie Ohtake, de 21 de maio de 2014 a 27 de julho de 2014) e Ciudad de México (Museo del Palacio de Bellas Artes, de 25 de setembro de 2014 a 19 de janeiro de 2015).

 
Malba – Fundación Costantini
Avda. Figueroa Alcorta 3415
http://www.malba.org.ar/
De quinta a segunda e feriados de 12:00 a 20:00 ($40).
Quartas 12:00 a 21:00 ($20). Terças fechado.
Anúncios
Esse post foi publicado em Eventos na cidade, Passeio de finde e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Yayoi Kusama – Obsesión infinita no MALBA

  1. Vanize disse:

    Adorei o post! Você está escrevendo cada dia melhor. Deu vontade de ir novamente ao museu. Beijos

  2. Helena disse:

    Domingo passado vi as fotos da tia na câmera dela na exposição das bolinhas. Adorei. Quem sabe ano que vem, já que ela estará em SP, poderei ir ver?
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s